Selecionados Primeiro Plano 2016

A 15ª edição do Primeiro Plano – Festival de Cinema de Juiz de Fora e Mercocidades já tem data, local e a relação de curtas participantes nas mostras competitivas. O festival acontece de 21 a 26 de novembro, no Cinearte Palace. Este ano, o número de curtas em exibição será maior: são 57 produções selecionadas entre mais de 200 inscritas nas mostras competitivas Mercocidades e Regional.

Na competição, estão filmes já premiados este ano, como “Aqueles cinco segundos”, que levou os Kikitos de melhor diretor para Felipe Saleme e de melhor atriz para Luciana Paes, na 44ª edição do Festival de Cinema de Gramado. Também estreia em Juiz de Fora, a produção local “Barbante”, que contou com participação de Laura Cardoso e Vinicius de Oliveira.

“Recebemos mais de 150 filmes para a Mostra Competitiva Mercocidades. Foi uma seleção difícil, mas conseguimos escolher aqueles que mostram uma ótima qualidade na proposta narrativa, na linguagem e técnica. São 23 curtas de diversas partes do país, com temas e formas diferentes. Na Mostra Competitiva Regional, tivemos um recorde de inscrições, mais de 50 curtas de Juiz de Fora e região da Zona da Mata, indicando que cada vez mais nos tornamos um polo audiovisual importante para o cinema brasileiro contemporâneo. Selecionamos 34 curtas, entre filmes feitos com recursos e filmes de exercícios de faculdade, todos eles dizendo e mostrando algo relevante para pensarmos o cinema e o nosso tempo”, avalia a coordenadora de comunicação do Primeiro Plano, Marília Lima.

A Mostra Competitiva Regional reúne filmes realizados por cineastas residentes em Juiz de Fora e Zona da Mata. Além da premiação tradicional, o melhor curta desta categoria escolhido por um júri especializado leva o prêmio de R$ 500. Ainda dentro da Mostra Regional, o melhor curta feito por diretor universitário também concorre ao Prêmio Incentivo Primeiro Plano, que dá ao vencedor R$ 7 mil para realizar uma nova produção no ano seguinte.

Já a Mostra Competitiva Mercocidades exibe os filmes dirigidos por cineastas estreantes de países que fazem parte da América do Sul (Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile, Bolívia, Peru, Venezuela, Colômbia e Equador). Em ambos os casos, as produções devem ter sido finalizadas a partir de janeiro de 2015, com duração máxima de 20 minutos. O festival é voltado exclusivamente para diretores que estão estreando na função.

Na edição de 2015, o evento recebeu cerca de 250 inscrições, exibiu longas e 50 curtas-metragens, além de promover debates e oficinas. O curta juiz-forano “Marlene – Historias de um forró”, de Jéssica Ribeiro, levou os prêmios Incentivo Primeiro Plano e Voto do Público na Mostra Competitiva Regional. Na Mostra Competitiva Mercocidades, o curta vencedor de melhor filme foi “Verão 98”, da diretora chilena Valentina Azúa.

O Primeiro Plano – Festival de Cinema de Juiz de Fora e Mercocidades é uma realização do Luzes da Cidade – Grupo de Cinéfilos e de Produtores Culturais, da Insensatez  Audiovisual e da Universidade Federal de Juiz de Fora, com o patrocínio da Prefeitura de Juiz de Fora/Funalfa, e apoio da Tv Integração.

Confira os selecionados:

 

Mostra Competitiva Mercocidades

Alforria, de Bruno Rubim

Aqueles cinco segundos, de Felipe Saleme

Artur, de Daniel Filipe

As três, de Elena Sassi

Breve historia en el planeta, de Cristian Jesús Ponce

Cão da estrada, de Erick Martorelli

Cimarrón, de Chiara Ghio

Cuando las gaviotas, de Manuel Giménez

Deconstrucción. Crónicas de Susy Shock, de Sofia Bianco

Do lar, de Erik Gasparetto

La culpa, probablemente, de Michael Labarca

Lembranças do fim dos tempos, de Rafael Câmara

Lúcida, de Fabio Rodrigo e Caroline Neves

Maria, de Carol Correia

Não é pressa, é saudade, de Camilla Shinoda

O chá do general, de Bob Yang

O sonho, de Samira Daher

Obra autorizada, de Iago Cordeiro Ribeiro

Primeiro ensaio, de Daniel Couto

Quem matou Eloá?, de Lívia Perez

Segundo o sexo, de Gabriel Alvim

Shumpall, de Gerardo Quezada Richards

Um brinde, de João Vigo

Mostra Competitiva Regional

1206, de Mia Mozart

A casa da luz azul, de Mandy Ferreira

A fita, de Lucian Fernandes e Thaíz Araújo

A menina que colecionava estrelas, de Ana Cláudia Ferreira

Afrodites, de Renata Dorea

B, de Giovanni Viruez

Barbante, de Daniel Couto e Samir Hauaji

Bateria fraca, de Lucas e Rayana Bianchetti

Cansaço, de Vinícius Oliveira

De quando em vez, de Jáder Barreto Lima e Rafaella Pereira de Lima

Deixo-te, de Diogo D’Melo

Falta justificada, de Gustavo Burla

Feminino, de Carolina Queiroz

Firma o guia povo do santo, de Helena Frade

Hoje é domingo e tem tanta estrela por aí, de Daniel Madão e Thiago Lopes

Hora da prova, Rodolfo Almeida

Laura, de Carol Caniato, Eduardo Malvacini e Otávio Campos

Meu mundo acaba hoje, de Douglas Rodrigues, Eduardo Malvacini, Luiza Reis

Moleskombi, de Igor Visentin e Carime Elmor

No, de Pedro Gui

O vazio que vem da gente, de Caio Deziderio, Luana Souza, Monique Oliveira e Vinícius Martins

On Line, de Rafael Aguiar

Paralelos, de Larissa Portela

Perdi meu amor no RU, de João Victor Medeiros

Pulso, de Mariana Schwartz e Caio Lima

Quando se envelhece, de Wladimir Stefanon

Sem o pai, só a mãe…, de Ian Dias

Sentido, de Louise Nascimento e Priscila Pinho

Sinfonia urbana, de Guilherme Landim

SMS, de Leandro Carvalho

Sob a pele, de Gabriel Motta

Sobre dentes de leão, de Maria Gabriela Rodrigues

Transparecer, de Vanessa Oliveira

TRANSformação, de Helena Oliveira

Uma prosa de Sócrates, de André Monteiro e Rafael Senra

 

© Copyright 2015 | Primeiro Plano